IrakPersonas_FacebookAmigosDeIrak_2
Uma guerra! Seria essa uma solução cristã? Em uma situação pessoal de extremo conflito, Jesus não respondeu à violência com violência. É o que lemos, por exemplo, em Lc 22, 49-51: “Vendo o que ia acontecer, os que estavam com Jesus disseram: ‘Senhor vamos atacar com a espada?’ E um deles feriu o empregado do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. Mas Jesus ordenou: ‘Parem com isso!’”
É para nos questionarmos, enquanto cristãos, qual deve ser nossa resposta, nossa forma de resistência quando terroristas assassinam nossos irmãos. Jamais a omissão. Jesus não foi omisso e não seria conivente com a omissão, mas a resposta precisa ser buscada no próprio Evangelho.
Anúncios