JMJ_Jovens_Bandeiras_rio2013

Muitos governos afirmam, especialmente em tempos de campanha eleitoral, estar comprometidos com a centralidade das juventudes em suas políticas públicas. Do mesmo modo, muitas Igrejas cristãs assumem em seus documentos o compromisso com uma opção preferencial pelas juventudes. A Igreja católica latino-americana assumiu o compromisso da opção preferencial pelos jovens em Puebla em 1979. Os nº 1166 a 1205 são dedicados para explicitar essa urgente eleição. Na mesma direção, as Diretrizes Gerais da CNBB, em seu nº 81, defendem atenção especial aos jovens. As atuais Diretrizes da Arquidiocese de Belo Horizonte, em seu nº 28, conclamam a viver a opção pelos jovens.

O Observatório convida você a ler as reportagens sobre juventudes e participar, enviando-nos sua reflexão pessoal em nosso blog ou enquete na enquete nº 006 do facebook.  Indique-nos também como os jovens estão contemplados nas atuais ações sociopolíticas de sua região e, sobretudo, na sua comunidade de fé, na sua paróquia e na sua Igreja.

I – População mundial de 1,8 bilhão de jovens é a chave para o desenvolvimento global

Os países em desenvolvimento com uma numerosa população de jovens podem ter um grande impulso em suas economias se realizarem investimentos na juventude, com ênfase em educação, em saúde e na proteção dos direitos dessa população. É o que aponta o relatório Situação da População Mundial 2014, divulgado pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

http://site.adital.com.br/site/noticia.php?lang=PT&cod=83372&langref=PT&cat=90 

II – Juventude precisa estar no centro das grandes políticas federais

“A Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) lançou a III Conferência Nacional de Juventude que, assim como nas edições anteriores realizadas, em 2008 e 2011, respectivamente, deve articular e mobilizar milhares de jovens em cidades e nos estados para discutirem e apresentarem suas demandas em 2015. O tema desta edição é ´As várias formas de mudar o Brasil´. As convocatórias para as etapas municipais e estaduais começam em maio próximo e a etapa nacional deve acontecer no fim de novembro”.

http://site.adital.com.br/site/noticia.php?lang=PT&cod=84434

III – Redução da maioridade penal afeta, sobretudo, jovens negros e marginalizados

“A Cáritas brasileira, organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), divulga um manifesto no qual reafirma seu posicionamento contrário às propostas que tramitam no Congresso Nacional e que versam também sobre o aumento do tempo de internação para menores infratores. “Compreendemos que crianças e adolescentes respeitados em seus direitos dificilmente serão violadores/as dos Direitos Humanos”, diz um trecho do manifesto”.

http://site.adital.com.br/site/noticia.php?lang=PT&cod=84476

IV – 26 de abril: Jornada Arquidiocesana da Juventude

“A Arquidiocese de Belo Horizonte, por meio do Secretariado Arquidiocesano da Juventude (SAJ) e Serviço de Animação Vocacional (SAV), realiza a 6ª Jornada Arquidiocesana na Juventude no dia 26 de abril. A Igreja no Brasil quer estimular as dioceses a promoverem a vida da juventude, conduzindo os jovens a uma real experiência de fé, e estimulando-os a irem ao encontro daqueles jovens que têm o coração ferido. Os jovens estão  ainda  mais próximos da Igreja e, neste ano, são convidados a celebrar a Jornada Arquidiocesana da Juventude  com reflexão sobre o tema “Felizes os puros de coração, porque verão a Deus” (Mt 5,8)”.

http://www.arquidiocesebh.org.br/vicariato/noticias.php?id_noticia=71

Anúncios