Essa é uma provocação do missionário sacramentino Denilson Mariano. O Observatório da Evangelização reproduz aqui a sua reflexão:

“Não ardia o nosso coração quando Ele nos explicava as Escrituras?”

Bíblia 001

A Bíblia é um livro muito interessante. Na medida em que vamos ficando mais familiarizados com ela, na medida em que ela vai sendo aninhada em nossa vida, vamos descobrindo muita coisa boa e importante. Vamos compreendendo o que está por detrás das palavras do texto.

Lendo com atenção Lucas 24, 13-35, vemos que Jesus reflete as Escrituras com seus discípulos no caminho para Emaús. Podemos dizer que Jesus fez um pequeno Grupo de reflexão com seus discípulos. Neste Grupo de reflexão de Jesus tem três pontos marcantes.

1º – PARTIR DA REALIDADE: Jesus começa a reflexão com os discípulos de Emaús a partir do que estava acontecendo: o desânimo dos discípulos (Lc 24,13). Ele começa fazendo pergunta: O que vocês andam conversando pelo caminho? Como os olhos ainda estavam “fechados”, era a oportunidade para abrir o coração diante dos acontecimentos.

2º – LEITURA DA BÍBLIA: Depois que Jesus ouve a história dos dois, ele como que faz a leitura das Escrituras para iluminar a situação (Lc 24,27). Ele busca “na Bíblia” a luz para iluminar a vida. Isso fazia esquentar o coração.

3º – ABRIR OS OLHOS, RETOMAR O CAMINHO: A Reflexão das Escrituras, da Palavra de Deus, de frente para a realidade, levou os discípulos a uma tarefa concreta: voltar a Jerusalém (Lc 24,33-35).

Jesus fez o grupo de reflexão com os discípulos de Emaús, andando pela estrada. E então, como entender a atitude de muitas pessoas que dizem que rezam em casa sozinhas e que não precisam ir acompanhar um grupo de reflexão? Jesus nos mostra a importância da itinerância. É nossa missão ir ao encontro dos desanimados, procurar alimentar as pessoas com a força Palavra de Deus. Jesus nos motiva a sair de nosso isolamento e comodismo e ajudar as pessoas a experimentarem a Palavra que aquece o coração e a Eucaristia que nos faz abrir os olhos e nos fortalece para a caminhada. Daí a importância do grupo de reflexão.
O grupo de Jesus não parou na reflexão. Ele desembocou na ação concreta. Animou os discípulos a voltarem para a comunidade de fé. Grupo de reflexão deve levar a uma ação concreta. a uma maior participação na vida de comunidade. Deve nos aproximar das pessoas e nos fazer mais missionários.
A tarefa dos grupos leva seus membros a mergulharem mais na realidade. Grupo de reflexão sem uma tarefa concreta é igual balde de poço sem um peso amarrado nele. Ele fica boiando em cima d’água, mas não mergulha. Balde de poço que tem peso amarado nele mergulha dentro do poço e vem cheio d’água. Vem pesado.
Quanto mais o grupo de reflexão nos faz mergulhar na Palavra de Deus, mais conteúdo nos temos para partilhar. Quem não mergulha na palavra, fica vazio, boiando…

Denilson Mariano

Denilson Mariano,

Missionário Sacramentino,

Editor da Revista “O lutador”

Anúncios