Captura-de-pantalla-2014-11-11-a-las-17.52.14
Dom Cláudio Giménez e papa Francisco

Dom Claudio Giménez pediu que as autoridades brasileiras devolvam os tesouros roubados de Nossa Senhora de Caacupé, entre eles uma coroa de ouro, durante a ocupação durante a guerra do Paraguai contra a Tríplice Aliança (Argentina, Brasil e Uruguai), entre os anos de 1865 e 1870. 

Além disso, ele espera que algum dia os brasileiros peçam perdão pelo genocídio ocorrido na Batalha de Acosta Ñu, onde morreram milhares de crianças nas mãos das tropas comandadas pelo Conde d’Eu. 

Reiterou que, espera que os irmãos brasileiros ouçam o seu pedido e saibam pedir perdão pelo assassinato dessas crianças. O bispo referiu-se a este tema ao recordar que no dia 16 de agosto celebra-se mais um aniversário do massacre das crianças paraguaias.

Dom Giménez mencionou que o papa Francisco teria se inspirado na batalha de Piribebuy, ocorrida no dia 12 de agosto de 1869, para falar sobre o heroísmo da mulher paraguaia. Recordou que essa batalha foi desesperadora. Os canhões eram carregados com pedras, vidros e areia porque as balas já tinham acabado. As mulheres combatiam ao lado dos homens. Aquelas que não tinham armas jogavam terra nos olhos dos invasores, acrescentou.

No dia 16 de agosto, as tropas brasileiras ocuparam a cidade e roubaram os tesouros da Virgem. “Uma vergonha!”, exclamou. Entre os objetos roubados recorda-se especialmente da coroa de ouro doada por Inocencia López de Barrios, irmã do marechal Francisco Solano López. Nesse sentido, o bispo manifestou seu desejo de que algum dia as autoridades brasileiras devolvam esta coroa.

O presidente da Conferência Episcopal Paraguaia e bispo de Caacupé, dom Claudio Giménez, pediu aos fiéis para não se esquecerem do Papa Francisco e especialmente de suas mensagens claras, durante a visita realizada ao país entre os dias 10 a 12 de julho passado. Disse que espera que a visita do Pontífice não passe tão rápido como um trem bala, mas que tenha deixado em cada um dos fiéis um impacto positivo para que possamos colocar sua palavra em prática.

(A reportagem completa foi publicada por ABC Color, 10-08-2015. A tradução é de André Langer)

Fonte:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/545624-bispo-quer-que-brasil-peca-perdao-pelo-massacre-de-3000-criancas-na-guerra-do-paraguai

Texto para os artigos publicados

Anúncios