aaaaaaaaaaaaaaaaaCoroando nossa observação acerca do Projeto Teologia Viva em Missão, tivemos a alegria de entrevistar o coordenador do CEFAP, um dos núcleos do ANIMA – Sistema Avançado de Formação, da PUC Minas.

O Teologia Viva é um dos projetos do CEFAP (Centro de Formação de Agentes de Pastoral). Mas, a abordagem que trazemos aqui extrapola o âmbito desse instigante projeto, que nos enche de esperança, e alcança um espaço bem mais vasto… Oferecemos a você uma reflexão sobre diversos aspectos que tangem a vida da Igreja, na perspectiva de um professor, sacerdote diocesano, que questiona a visão piramidal dessa instituição, reforça a importância da formação para que tenhamos um protagonismo laical, imprescindível hoje, e faz memória de vozes proféticas da Arquidiocese de Belo Horizonte que ajudaram a transformar a realidade eclesial a partir das possibilidades abertas após o Concílio Vaticano II.

Dividimos a entrevista feita ao professor Pe. Luiz Eustáquio Santos Nogueira em diversos pequenos blocos, acreditando que, assim, didaticamente, poder-se-á saborear mais o teor de suas considerações.

Tânia Jordão

Tanto o Concílio Ecumênico Vaticano II como o Papa Francisco provocam-nos a trabalhar por uma Igreja aberta, circular, em que haja verdadeiramente protagonismo do laicato. Em entrevista ao professor Pe. Luiz Eustáquio Santos Nogueira, coordenador do CEFAP (Centro de Formação de Agentes de Pastoral), pudemos conhecer a gênese dessa reflexão na Arquidiocese de Belo Horizonte.

Anúncios