ololoo

O que você faria se a vida de seu filho/ sua filha estivesse em risco? Milhares de pessoas respondem a isso, cotidianamente, arriscando as próprias vidas e pondo-se a caminho em uma fuga desesperada – muitos! – ou cheia de esperança – outros tantos…  O drama, não! a tragédia daqueles que deixam terra, cultura, pertences e até pessoas queridas para trás na busca de transportar seu maior bem para um lugar seguro, por mar ou terra, foi retratada para testemunhar e expressar a profunda dor dos prófugos em situações limiares, para se distanciar das guerras e da fome.

Àqueles que se dizem cristãos, mas que fecham fronteiras subjetivas e dos seus países a essas pessoas, Jesus segue, hoje, a advertência proclamada em Mt 25, 41-43:  ‘Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar.’

mmmmmmmmmmAs fotografias falam, gritam por si mesmas.  Para se inteirar um pouco mais sobre a realidade dessas pessoas, os riscos que correm na busca pela vida para si e seus filhos, acesse:

http://www.snpcultura.org/refugiados_e_migrantes_a_forca_das_imagens.html

Tânia Jordão

Anúncios