Filhas de Jesus

CEM ANOS DE PRESENÇA EVANGELIZADORA EM BELO HORIZONTE – VII

 

Quais as contribuições possíveis de uma instituição educativa para uma população? O que pode a educação? Possivelmente a maior força mobilizadora, conscientizadora, transformadora de um povo se forje nesse bojo.

Pensemos, então, em uma instituição que dedique toda a energia e vida de seus membros a promover uma educação, nos mais diversos contextos, que alavanque e ajude a dar sentido à vida de seus educandos… São muitas as pessoas que fazem disso sua missão. Aqui, dedicamos um espaço mais à presença das religiosas da Congregação das Filhas de Jesus em nossa Arquidiocese. Presença linda… Há cem anos entre nós.

img_1702

Na capital mineira, sede da Província Brasil-Caribe e da casa de formação das junioristas (jovens que, após o noviciado, estudam teologia-pastoral), as Filhas de Jesus mantêm ainda uma casa para o cuidado das Irmãs enfermas, “Casa Nossa de Nazaré”, e uma obra destinada a encontros e retiros, que tem beneficiado a muitas pessoas, não só da sociedade belo-horizontina e da igreja local. Trata-se da “Casa Santíssima Trindade”.  Mas, a história dessas religiosas entre nós nasceu junto à vida de um colégio conhecido e reconhecido em nossa cidade: Colégio Imaculada Conceição, que, junto a Obra Social São José Operário, tem sido o espaço da concretização da missão educativa das Filhas de Jesus em Belo Horizonte.

Irmã Maria Fausta Lupetti foi entrevistada por nós e narra um pouco dessa história, tão forte e inspiradora quanto próxima e bela. Seu olhar sobre a presença das Filhas de Jesus na Arquidiocese de Belo Horizonte provoca o nosso ao constatar que até os desafios são bons “pra gente despertar”. Sua alegria nos contagia, sua lucidez nos anima. Vale a pena conferir seu relato:

Anúncios