No dia 24/09/2016, sábado, no salão da Igreja da Boa Viagem, cumprindo a programação da 5ª Assembleia do Povo de Deus – 5ª APD foram indicadas as propostas de atuação do Vicariato para a Ação Social e Política para o próximo quadriênio.

Após um momento de espiritualidade o Vigário Especial para a Ação Social e Política da Arquidiocese de Belo Horizone, padre Chico Pimenta, acolheu os participantes.

Na sequência, uma mesa redonda apresentou temas relativos à questão social e política e sua inserção na Arquidiocese. Inicialmente, o Frei Luiz Antônio Pinheiro discorreu sobre as várias revoluções que estamos vivenciando nas últimas décadas, além de percorrer os caminhos das APDs até o presente. Após, Felipe Magalhães Francisco, da Comissão de Publicações da Arquidiocese, fez uma análise das respostas ao questionário da 5ª APD, preenchido integralmente por mais de 6.500 pessoas, enfatizando a necessidade de uma melhor articulação dos projetos da área social e política.

Na parte da tarde, o professor Robson Sávio fez breves considerações sobre o cenário político, tendo em vista as eleições deste ano, e apresentou os vídeos produzidos pelo Nesp – Núcleo de Estudos Sociopolíticos -, como parte do projeto Eleições 2016: #AcidadeÉprioridade.

Com o objetivo de apontar as três propostas de ações a serem desenvolvidas pelo Vicariato para a Ação Social e Política, os participantes foram divididos, ainda na parte da manhã, em oito grupos que, após discutirem sobre as propostas apresentadas pelas quatro Regiões Episcopais da Arquidiocese de Belo Horizonte, indicaram que o VEASP deverá, prioritariamente:

– Criar, fortalecer, acompanhar e articular os grupos de Fé e Política (independente da denominação dada ao grupo), incentivando a participação das comunidades em conselhos de políticas públicas e em ações políticas concretas;

– Incentivar a formação e a informação permanente e sistemática das diversas instâncias colegiadas da arquidiocese, com ênfase na Doutrina Social da Igreja e na realidade social, política e econômica. Atenção especial à juventude e seminaristas;

– Incentivar a Rede de Solidariedade entre as paróquias e nas paróquias, através do NAASP – Núcleo de Acolhida e Articulação da Solidariedade Paroquial e Interparoquial e da REARTISOL – Rede de Articulação da Solidariedade, fortalecendo as pastorais e projetos sociais, contemplando a parte urbana (vilas, favelas e aglomerados) e rural. Reforçar a PASCOM – Pastoral da Comunicação para o fortalecimento desta rede.

Segundo Frederico Santana Ricj, assessor do VEASP e coordenador da Assembleia, as demais sugestões apontadas pelos grupos de trabalho estão registradas para, em um momento posterior, fazerem parte dos desdobramentos das ações a serem definidas nas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de BH – 2017-2020.

Fotos:

Relato produzido pela Assessoria de Comunicação da Paróquia Santa Margarida Maria Alocoque (com edição do Observatório)

Anúncios