Entre as maiores interpelações que brotam do Evangelho encontra-se o desafio do seguimento de Jesus. Como ser cristão – alguém que se deixou transformar pela experiência do amor de Deus que nos irmana e nos une, em fraternidade, a toda humanidade – em contexto de desigualdade e exclusão social de tantos irmãos e irmãs da mesa da cidadania e da dignidade. Por isso, entre as Diretrizes aprovada pela grande assembleia da 5ª APD encontra-se a Opção preferencial pelos pobres.

img_7329

A SEGUNDA Diretriz recebeu a seguinte redação:

  1. Opção preferencial pelos pobres

 

As muitas realidades de pobreza, sempre provocadas por situações de injustiças sociais, chamam-nos a uma postura profética, que nos mobilize no sentido de transformar essas situações, como verdadeiro compromisso com o Evangelho de Jesus, para o resgate da dignidade de todos os empobrecidos e empobrecidas, reconhecendo-os como sujeitos da vivência, do aprendizado e da fidelidade ao Evangelho, dentro e fora da Igreja.

Por isso, devemos:

a) No nível da PESSOA

PROMOVER a consciência de que todos e todas somos chamados, pessoalmente, a exercer o profetismo do Evangelho, em defesa dos direitos dos empobrecidos e empobrecidas da sociedade, nossos irmãos.

b) No nível da COMUNIDADE

CUIDAR para que todas as instâncias da Arquidiocese sejam espaços privilegiados de promoção da dignidade humana, sobretudo dos pobres e excluídos, por meio de ações concretas de transformação de realidades injustas, fomentando e fortalecendo os Núcleos de Acolhida e Articulação da Solidariedade Paroquial (NAASP) e a Rede de Articulação da Solidariedade Paroquial (REARTISOL).

c) No nível da SOCIEDADE

FAZER com que a opção preferencial pelos pobres se revele no engajamento dos cristãos e cristãs nas questões políticas e sociais do bairro, do município, do estado e do país, tendo em vista os irrenunciáveis direitos humanos, sociais e ecológicos.

(As palavras com letras maiúsculas e os grifos são nossos)

Fonte do texto aprovado: Vicariato Episcopal para Ação Pastoral

Edward Neves Monteiro de Barros Guimarães

Secretário Executivo do Observatório da Evangelização

Anúncios