Em se tratando da história da educação no Brasil, não podemos dissociá-la da missão e empenho da Igreja Católica na temática. Notoriamente após o Vaticano II, a Igreja no Brasil, no intuito de organizar melhor sua missão no coração do mundo (Gaudium et Spes), viu florescer a Pastoral da Educação como campo oportuno e desafiador de sua ação evangelizadora. Disponibilizado pela coordenação nacional de educação, a CNBB, encaminhou o estudo das diretrizes nacionais que, não só provocam reflexões acerca do assunto, bem como indicam orientações oportunas destacando a articulação necessária entre a educação e a evangelização, ou seja, como através da educação pode-se também evangelizar a partir de valores e princípios que contribuem para a humanização de todas as pessoas.

foto2-2

Neste horizonte, no dia 11 de Fevereiro, passado próximo, aconteceu na Paróquia de Nossa Senhora da Consolação e Correia, no bairro Santo Agostinho, a celebração Eucarística que marcou o início do ano letivo de 2017. Estavam presentes muitos representantes das escolas públicas e de instituições de escolas católicas da Arquidiocese de Belo Horizonte. Esta iniciativa compreende uma ação da Pastoral da Educação, que conta com o apoio da comissão arquidiocesana para escolas públicas (CAEP), e da Comissão Arquidiocesana das escolas católicas (CAEC).

A CAEC, criada em 2008, promove atividades e reflexões que direcionam para o trabalho das dezenas de escolas católicas existentes na Arquidiocese de Belo Horizonte, e tem como objetivo manter a unidade e a interação entre a Arquidiocese de Belo Horizonte e as escolas católicas, bem como a comunhão entre as mesmas, proporcionando que as escolas católicas sejam também introduzidas não só no conhecimento das orientações pastorais da Arquidiocese, mas também, de alguma maneira se insiram nas mesmas orientações articulando-as com suas iniciativas educativas. Entende-se ainda como seu objetivo, a animação da pastoral da educação, a promoção da missão evangelizadora nas escolas católicas, a articulação, a animação, e o despertar do compromisso de fé por parte dos educadores cristãos. A CAEC é composta por agentes da pastoral/representantes das escolas católicas, e por representantes do setor de pastoral dos diversos órgãos de educação católica da Arquidiocese.

A Pastoral em escolas públicas (CAEP), criada em 2014, tem como objetivo estreitar os laços com as instituições públicas de ensino e contribuir para uma educação cidadã, solidária e ética. A Pastoral da Educação é chamada a responsabilizar-se pela ação evangelizadora da Igreja no mundo da educação pública e tem como missão defender uma educação para todos com qualidade; uma educação pública estatal democratizada em seus processos e acesso, e propor ações concretas para aqueles que ficaram excluídos do sistema escolar. A Pastoral da educação compreende os dois grupos acima citados, e ao mesmo tempo, recebe o apoio daqueles diáconos permanentes que trabalham no mundo da educação.

foto2-1

Na celebração eucarística que marcou o início do ano letivo, a coordenadora da Pastoral da Educação na Arquidiocese de Belo Horizonte, Daniela Cordeiro, apresentou o projeto círculo de educadores. O referido projeto tem por finalidade reunir os educadores nas várias entidades educacionais para criar espaços de grupos que se encontram para refletir a realidade da educação com seus desafios, luzes e sombras, no intuito de buscar juntos a sua transformação iluminados pela Palavra de Deus, a partir do método ver, julgar, agir. Esse projeto foi justamente lançado no momento oportuno que nossa Arquidiocese de Belo Horizonte vive, tendo como diretriz pastoral outro projeto, maior, que abarca aquele anterior; trata-se do projeto de evangelização nascido da V APD: Proclamar a Palavra.

Segundo o Arcebispo, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, no vídeo de lançamento do projeto de evangelização, é preciso que todos e em todos os lugares oportuna e inoportunamente, sejamos proclamadores da palavra de Deus. Assim no “areópago” da educação, o projeto círculo de educadores, propõe que os educadores morando num mesmo bairro, ou rua, ou unidos por uma instituição educadora, se encontrem para refletir e transformar a realidade à luz da Palavra de Deus. Mesmo que sejam limitados os muitos aspectos e processos que envolvem a educação, é incontestável que a mesma tem uma força transformadora. A oportunidade que se propõe quer contribuir com os educadores inseridos na história da vida de nossas crianças, jovens, adultos, famílias, professores (as), para proporcionar uma maior qualificação não simplesmente profissional, mas também humana, ética e moral nos âmbitos vários que compõem a vida humana.

foto3

A cada três meses, a pastoral da Educação disponibilizará o material de reflexão que aprofundará vários temas. O primeiro tema a ser refletido é: educar para o amor. Você pode acessar este primeiro tema e os posteriores pelo site da Arquidiocese: www.arquidiocesebh.org.br Pode-se também retirar o material disponibilizado, no centro de referência da pastoral da educação, na Paróquia Santo Antônio. Avenida do Contorno, 6738, Belo Horizonte. Informações: 3223 9844 ou 3227 0032

Joel Maria dos Santos

Membro da Equipe Executiva do Observatório da Evangelização

Anúncios