Um documentário que faz memória da caminhada profética de Dom Pedro Casaldáliga

Dom Pedro Casaldáliga (16/02/1928) ingressou na Congregação Claretiana em 1943, tendo sido ordenado sacerdote em Montjuïc, Barcelona. Em 1968, mudou-se para o Brasil para fundar uma missão claretiana no Estado do Mato Grosso, uma região com alto grau de analfabetismo, marginalização social e latifúndios, onde eram comuns os assassinatos. Foi nomeado para a prelazia de São Félix do Araguaia em 1970. Em 1971, bispo prelado de São Félix do Araguaia. Sua atividade como bispo teve as seguintes características:

  1. Promover uma evangelização sem colonialismos, vinculada à promoção humana e à defesa dos direitos humanos dos mais pobres;
  2. Investir na criação de comunidades eclesiais de base com líderes que se tornassem fermento entre os pobres;
  3. Encarnar-se na vida, nas lutas e esperanças do povo;
  4. Criar uma estrutura participativa, co-responsável e democrática na diocese.

 

Pedro: Profeta da Esperança

Um documentário que procura apresentar um fiel retrato de Dom Pedro Casaldáliga: de poesia e de profecia.

A poesia emergiu nele e naturalmente, inda bem jovem e foi amadurecendo em radicalidade, em beleza, em ternura e rosto latinoamericano.

A profecia irrompeu nele pela unção martirial, “in sanguine“, sobretudo no sangue de João Bosco Burnier e também na proximidade das mortes matadas de índios, quilombolas e camponeses.

Em Pedro a poesia e a profecia são como a taça de cristal que não se mostra a si mesma, mas revela o vinho precioso guardado para a Hora da Esperança de Ressurreição, a Hora de Deus.

1ª parte: Conteúdo

  • Breve relato da trajetória de Dom Pedro Casaldáliga;
  • Testemunho do padrinho Dom Tomás Balduíno, quando Pedro redigia a carta de recusa ao convite para ser consagrado bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia;
  • Análise do sociólogo José de Souza Martins da Carta Pastoral divulgada no dia de sua sagração episcopal (10/10/1971): “Uma Igreja da Amazônia em conflito com o latifúndio e a marginalização social“;
  • Fala de Dom Pedro sobre a identidade das CEBs;
  • Palavra de Dom Pedro na Assembleia da CNBB em 1994;
  • No final, uma linda de carta de Pedro aos seus pais quando ainda seminarista;
  • Cena de um batismo celebrado por Dom Pedro;
  • Imagens históricas da Romaria da Terra, do Santuário dos Mártires;

 

2ª parte: Conteúdo

  • Fala de Dom Pedro sobre o martírio do Pe. João Bosco Burnier;
  • Cenas da Missa da Terra sem males;
  • Dom Pedro fala sobre Deus e sobre o ser humano: “Deus é amor”; “Nós, seres humanos, somos amor, egoísmo e medo, mas também esperança”;

 

Fonte:

Youtube

Anúncios