Evangelizar e ser evangelizado pelas juventudes, destaca-se entre os desafios da ação evangelizadora da Igreja. Que ações como essas promovidas pelo Setor Juventudes da CNBB e pelas Pastorais Universitárias se multipliquem  e criem processos de crescimento na busca do sentido da vida e na experiência libertadora da fé cristã. Veja que interessante essa matéria:

download (1)

As férias de julho estão aí e o que fazer? Muitos jovens universitários aproveitam o período de descanso para realizar trabalhos missionários em comunidades pouco evangelizadas. Esse tipo de trabalho também é uma oportunidade para o universitário avaliar a caminhada em relação ao processo de formação pessoal. No Brasil, alguns grupos aproveitam o recesso de julho para realizar atividades missionárias, explica o assessor do Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Danilo Pinto.

Na atividade missionária, além do aspecto querigmático – que é o anúncio do núcleo central da fé cristã – este anúncio é acompanhado de uma transformação social da realidade”, disse.

É nessa perspectiva de ajuda aos mais necessitados que pastorais universitárias, em parceria com universidades, promovem anualmente missões humanitárias.

325

É o que faz, por exemplo, desde 2009 a Pastoral da Pontifícia Universidade Católica do Paraná com a Missão Universitária irmão Henri Vergés. A Missão reúne universitários, colaboradores, professores, ex-alunos e amigos da pastoral da Universidade com a finalidade de propiciar uma experiência vivencial em comunidades com situação de vulnerabilidade social. Até o dia 8 de julho, as cidades de Ribeira (SP), Lapa e Turvo (PR), receberão os estudantes missionários da PUCPR.

Durante esse mês, a reserva indígena de Dourados (MS) vai receber a Missão Univida 2017. Cerca de 200 universitários da diocese de Jales (SP) participam do projeto humanitário que promoverá ações de saúde e de melhoria da qualidade de vida para os indígenas da reserva através do trabalho voluntário de jovens universitários, na intenção de sensibilizá-los socialmente e de humanizá-los para sua prática profissional. As vagas são distribuídas entre as seis instituições participantes, dividas de acordo com o número de alunos e cursos e de critérios da Pastoral Universitária.

Numa experiência dessa os universitários podem verificar que a área de atuação profissional para a qual estão se preparando pode ser também empregada a serviço do Evangelho. Eles fazem uma experiência dessa dimensão sócio-transformadora da fé”, destaca o padre.

Outra iniciativa é a Missão Universitária na Amazônia. Entre os dias 15 e 30 de junho, jovens de diferentes lugares do Brasil participam, em Santarém, no Pará, da missão universitária promovida pelo Setor Universidades da CNBB. Na região, os universitários vão desenvolver atividades de evangelização e promoção humana, além de vivenciar um profundo intercâmbio cultural com a população regional.

Fonte:

CNBB

Anúncios