Para acompanhar o Sínodo da Amazônia sem riscos de “fake news” utilize sites confiáveis. Confira nossas sugestões

O Sínodo da Amazônia começa no dia 06/10/2019 e vai até o dia 27/10/2019. O Observatório da Evangelização estará ligado e acompanhando de perto. Sugerimos que você utilize sites com informações confiáveis, pois vivemos tempos sombrios de pós-verdade, quando muitos maliciosamente espalham as chamadas fake news com o objetivo de desestabilizar e causar confusão na cabeça de muitos. Estes espalham informações falsas com roupagem de notícias sérias e alarmantes. Todo cuidado é pouco para não se deixar enganar. Na dúvida, entre em contato com a gente ou consulte os seguintes sites:

Estas são apenas algumas de nossas sugestões:

1. Acompanhe diretamente pelo site oficial criado pela equipe do papa Francisco:

2. Acompanhe pelo site da própria Rede Pam-Amazônica (REPAM) que está diretamente envolvida desde o início da convocação do Sínodo. Foi a REPAM que coordenou todo o trabalho de divulgação, preparação, conduziu o longo processo de escuta, elaborou o Instrumentum Laboris (Instrumento de Trabalho). A equipe está diretamente ligada ao papa Francisco:

3. Acompanhe pelo site da Conferência Episcopal dos Bispos do Brasil (CNBB). Trata-se do orgão oficial da Igreja Católica em nosso país e diretamente em comunhão com o papa Francisco:

4. Acompanhe conosco aqui no Observatório da Evangelização, pois, estaremos acompanhando de perto para trazer para você os passos dados, as reflexões, os debates, as reações e os desdobramentos do Sínodo da Amazônia:

5. Acompanhe pelo site do Instituto Humanitas (IHU) que vem prestando relevantes serviços apresentando uma boa análise de conjuntura sociopolítica, econômica, cultural e, sobretudo, eclesial, disponibilizando reflexões e análises nacionais e internacionais sobre os principais acontecimentos:

P.S. Há muitas outras fontes confiáveis. Estas são apenas algumas sugestões para você não “comprar gato por lebre” e ser enganado por falsos cristãos que não estão sintonizados ou abertos ao necessário processo de reforma da Igreja impulsionado pelo Concílio Vaticano II e retomado com vigor pelo papa Francisco ou por pessoas que querem defender seus interesses e manter seus privilégios na exploração da Amazônia.

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s