Em profética homilia no dia de hoje, 25/03/2020, Dom Walmor de Oliveira Azevedo, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB e arcebispo da Arquidiocese de Belo Horizonte, na capela da residência dos bispos, fala da importância de nos tornarmos, como os primeiros cristãos, uma Igreja de casa em casa e comprometida com a defesa da vida do povo e atenta aos mais pobres.

Dom Walmor recorda das diversas pandemias que ameaçam a vida: a pandemia do extermínio, a pandemia do feminicídio, a pandemia dos crimes ambientais, a pandemia da exclusão social, a pandemia da indiferença. Diz que é preciso buscarmos outra forma de vida que não comprometa a nossa Casa comum. E divergindo veementemente do conteúdo irresponsável da declaração do presidente Jair Bolsonaro, em rede nacional, na noite de ontem, terça feira, 24’03/2020, clama para que em comunhão com a humanidade nesse contexto de pandemia de coronavírus, fiquemos em casa em postura de defesa da vida.

Cuidar do trabalho sim, apresentar projeto de contingenciamento sim, cuidar dos mais pobres e vulneráveis sim, apresentar propostas concretas de mudança sim, renunciar a lucros e benesses sim, garantir a ordem constitucional sim, uma nova ordem econômica e política sim, mas sem comprometer a dignidade da vida! É preciso aprender as lições desse tempo. Agir com responsabilidade e colocar a sociedade brasileira nos trilhos da solidariedade, da justiça e da paz.

Veja a homilia na íntegra:

Fonte:

www.arquidiocesebh.org.br